SANTOS, Suely Emília de Barros -  A experiência de ser ex-esposa: uma oficina sociopsicodramática como intervenção para compreender a ação clínica.

Resumo:

Esta pesquisa enfoca como fenômeno subjetivo, expresso na realidade atual do ser humano, a experiência de ser ex-esposa, relevante mas ainda carente de estudos compreensivos pertinentes quanto à sua significação no mundo contemporâneo. A escolha em realizar uma pesquisa em Psicologia Clínica, recorrendo à metodologia fenomenológica existencial via a narrativa, aconteceu, por entender que esse modo de pesquisar pode apresentar-se como um caminho de grande fertilidade teórica e mordência analítica para a compreensão do sentido vivido pela mulher contemporânea na experiência de ser ex-esposa. A oficina sociopsicodramática foi a modalidade de intervenção/investigação clínica escolhida para a-colher a narrativa. As sujeitos/narradoras foram seis mulheres que, após uma relação conjugal interrompida, apresentavam variadas situações e expressões da experiência de ser ex-esposa. A própria metodologia revelou-se capaz de promover as condições de elaboração dessa experiência, à medida que possibilitou a presença do cuidar do escutar/dizer da experiência de ser ex-esposa na contemporaneidade, bem como a articulação considerativa com o desvelar do próprio ser-no-mundo do humano. Nesse sentido, destaca-se o caráter interventivo e interpretativo desta pesquisa clínica psicológica. A compreensão das formas falada e dramática de narrativa colhida apontou para um possível significado sentido para a experiência de ser ex-esposa: encarnar o seu projeto de existir como cuidado de ser-si-mesma-com-os-outros.

Disponível online através de busca na UNICAP