Linhas de Pesquisa

1. Linhas de pesquisa em andamento:

Prática Psicológica em Instituições
Investiga-se a atenção psicológica, como intervenção para acolhimento do sofrimento humano em situações de crise, a fim de compreender sua eficácia terapêutica ao desamparo e estabelecer as bases conceituais para uma intervenção clínica socialmente contextualizada e engendrada a partir do encontro intersubjetivo criado por modalidades de prática psicológica em instituições.

Aprendizagem Significativa na formação de profissionais de saúde e educação (Diretório CNPq)
A tecnocracia do mundo e sociedade atuais desafiam a Psicologia pela fragmentação e desamparo social, ético e político do homem contemporâneo. Grupo de Pesquisa CNPq parte da atenção às demandas sociais por prática psicológica desconstrutora da hegemonia do pensamento moderno. Investigações dirigem-se a problematizar as relações tensionais entre tal prática e as instituições nas quais se efetivam. Pesquisam-se brechas promovidas por essa prática, transformadoras da formação e atuação de profissionais de saúde e educação no oferecimento de serviços com qualidade à comunidade. Partindo para questionar aprendizagem significativa, explora modalidades da prática psicológica, situações impedidoras, para apontar reversão possível de espaços instituídos e não atuantes em seus propósitos. As pesquisas envolvem prática interventiva imersa no tecido social, para aprendizagem de profissionais, revelada pela comunidade assistida. Investigam metodologia para acolhimento do sofrimento humano, revertendo-a em ação social multiplicadora: projetos de pesquisa interventiva social em instituições hospitalares (PUCCAMP, HCUFPE, HCUFRN), educativas (conselhos tutelares, comunidades, FEBEM), de segurança pública (DP e PM) e jurídicas (TJPE, DJFDUSP). Os temas contemplam cursos de graduação, especialização e pós-graduação, consagrados e emergentes, formando massa crítica em regiões carentes. Produzem projetos de teses, dissertações, iniciação científica, seminários, simpósios nacionais, apresentações em congressos nacionais e internacionais, participação em bancas pertinentes (USP, PUCSP, PUCCAMP, UFES, UFPE, UFRN,UNICAP, UNIP). Anualmente, há publicações conjuntas entre pesquisadores, docentes e discentes (ver LATTES). Há  convênios de colaboração científica entre laboratórios internacionais (Dipartimento di Salute Mentale di Trieste, Itália, Laboratoire de Changement Social, Université Paris 7, França), e nacionais(LABI, LACLIFE, LEFE).

Contribuições da Supervisão de Apoio Psicológico
Investiga-se a Supervisão de Apoio Psicológico, modalidade de prática de Aconselhamento, como metodologia interventiva para estudar o fenômeno da aprendizagem significativa na formação de agentes multiplicadores em saúde e educação, tendo em vista o acolhimento e compreensão do sofrimento humano como perdas de sentido em instituições de promoção social e responsabilidade coletiva.

Contribuições das Oficinas de Criatividade
Investigam-se as Oficinas com Recursos Expressivos como dispositivo psicológico e pedagógico para a formação de profissionais de saúde e educação.


2. Títulos de projetos de pesquisa de alunos de pós-graduação (stricto sensu):

- Cautella Jr., W. Modos de compreensão da alteridade. Doutorado (2008)
- Josgrilberg, F. P. A compreensão do corpo na Fenomenologia Existencial. Doutorado (2009)
- Mosqueira, S. M. Inserção da Prática Psicológica no sistema Sócio-Educativo: Ação ética-política ou instrumento burocrático? Doutorado (2009)
- Braga, T. B. Supervisão da supervisão como atenção psicológica. Doutorado (2007)
- Cruz, T. P. A experiência de jogadores de vídeo-game. Mestrado (2008)
- Gorenstain, M. G. A experiência de dependentes químicos (Mestrado 2010)
- Chohfi, L. M. S. Rede de apoio social na prática psicológica em instituições (Mestrado 2010)
- Young, B. Usuários Hispano-americanos do Serviço Psicossocial do Centro Pastoral do Migrante - São Paulo, 2001-2009. (Doutorado 2010)