PERES, Maria Cláudia Pontual - Clínica gestáltica no nordeste: uma gestalt severina?


 

Resumo:


Esse trabalho pretende articular a prática da Clínica Gestáltica no Nordeste do Brasil e o hibridismo cultural dessa Região, buscando compreender como esta prática tem sido teorizada e realizada. Com este objetivo, procede recorrer-se à narrativa de gestalt-terapeutas nordestinos, no tocante à sua prática atual, como busca de elaboração e transmissão de experiências. Assim, a pesquisa realizada faz uso de uma metodologia fenomenológica a partir de relatos orais; nessa perspectiva, trata-se de uma abordagem qualitativa. Os participantes da pesquisa foram escolhidos por serem reconhecidos, no Nordeste, como formadores de profissionais e/ou autores de obras nessa Abordagem. A preferência por esses interlocutores se deve ao fato destes, na sua prática, já trabalharem com essa forma artesanal de comunicação que é a narrativa. São eles os transmissores da experiência, os contadores da história Clínica Gestáltica no Nordeste brasileiro. Essa pesquisa busca investigar outros pontos de vista, pouco ou não visitados, uma vez que não existem, atualmente, muitas publicações lançadas por nordestinos a respeito da Gestal-terapia. Tentamos compreender ou clarificar como é praticada e teorizada essa Clínica mestiça, em uma Região tão híbrida etno-psico-socio-culturalmente como o Nordeste brasileiro.

Disponível online através de busca na UNICAP